Presidente da Suipa é detida por deixar fezes na porta da Ampla

interpol

A presidente da Sociedade União Internacional Protetora de Animais (Suipa), Isabel Cristina, foi detida na manhã desta quinta-feira, 19/02, após deixar 30 sacos de fezes de animais na escadaria da distribuidora de energia elétrica Ampla, no bairro de São Domingos, em Niterói. Isabel declarou que fez o ato em “protesto” pela falta de luz e de posicionamento da empresa.

Segundo Isabel o local onde cuida de 800 cães e 200 gatos, no bairro Várzea das Moças em Niterói, estava sem luz há vários dias. “Desde domingo eu estou sem luz, por causa de um simples fusível e um transformador. Tenho mais de dez números de protocolo e eles não vão até o local. Fiquei por quase cinco dias sem luz. Ontem eu liguei para Ampla e até às 4h56 eles me prometeram que a luz ia voltar, o que não aconteceu, então eu fiz o protesto. Somente após colocar sacos com fezes de animais na porta da sede deles é que consegui alguma atenção”, disse a protetora.  Somente após diversas tentativas de resolver a situação, é que ela resolveu tomar essa atitude extrema. Sem luz, ela perdeu alimentos armazenados no local. “Perdi alimentos, carne e tudo que havia de perecível”, contou Isabel.

Os 30 sacos de lixo grandes ao todo reuniam mais de 600 quilos de fezes, de acordo com Isabel. No local, foi impedida pelo segurança da Ampla que tomou a chave de seu carro e chamou a polícia. Na tarde desta quinta-feira a energia elétrica já foi restabelecida. Isabel conta que escolheu esta forma de protesto pois depende da energia elétrica para ligar a bomba que faz a limpeza nos canis do animais.

Isabel Cristina foi levada para a 76ª Delegacia Policial de Niterói onde foi enquadrada por “arremesso ou colocação perigosa”. De acordo com ela, o ato de protesto não impediu ninguém de trabalhar e caso o problema de energia não seja resolvido, ela fará um novo protesto.

“Eu pago minhas contas, então não admito isso. Se eu ficar sem luz, farei novamente meus protestos. Como brasileira eu tenho que cobrar, aumentaram 50% a luz e não fornecem o serviço, é um absurdo”, afirmou.

Procurada, a Ampla ainda não se posicionou a respeito do ocorrido.

A SUIPA foi inaugurada em 1943 e é a primeira associação de proteção animal do Rio de Janeiro, sendo a segunda mais antiga no Brasil. Sua sede localiza-se na Av. Dom Hélder Câmara, nº 1801, em Benfica. É uma instituição que vive de doações e que precisa de nossa ajuda. Acesse também pelo site: www.suipa.org.br